stédile com lula e boulos

Os perturbadores da ordem – da justiça e da paz – têm medo do povo no dia 24 de janeiro em Porto Alegre

Procuradores, policiais, prefeito de Porto Alegre, juízes, MBL, o secretário de segurança do Rio Grande do Sul, a mídia  e toda a direita golpista do judiciário tremem de medo diante das notícias de que milhares de patriotas brasileiros tomarão as ruas no dia 24 para dizer aos desembargadores e ao filhote da ditadura e servo besta do imperialismo, Sérgio Moro, que eles não sabem nada sobre justiça.

O povo brasileiro sabe que quem perturba a ordem e tumultua a paz são a republiqueta cloacal de Curitiba e os inimigos do Brasil.

Os desembargadores e promotores deveriam, isto sim, parar de perturbar a paz e brecarem a patrola das injustiças. Eles têm “a faca e o queijo nas mãos” para decidir em favor da paz e da ordem pública ao interromperem a bestialidade iniciada pelo moleque do imperialismo, Sérgio Moro.

O medo da escumalha acéfala sobe a tal nível que tenta intimidar os movimentos sociais ao intimar o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, João Pedro Stédile,  a comparecer ao  ministério público, porque treme de medo dos trabalhadores que se acampam para acompanhar a farsa na tentativa de condenar o ex presidente  Lula e impedi-lo do direito de se candidatar, porque sabem que ele vencerá essas eleições já ameaçadas.

Além de medrosos e covardes são preconceituosos. Para os verdadeiros perturbadores da ordem, que não é o povo, este tem que ser composto por vândalos e desordeiros. “O despacho, assinado pelo juiz federal Osório Avila Neto, foi motivado por uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Federal daquele estado. Na petição inicial, os procuradores afirmam que os manifestantes que irão às ruas de Porto Alegre em defesa de Luiz Inácio Lula da Silva estariam predispostos a provocar violência e vandalismo”, noticiou Vanessa Martins Silva da redação da Brasil de Fato.

“Caso haja a ocupação das ruas e praças no entorno do TRF4, certamente haverá grave possibilidade de perturbação do curso do serviço público prestado pelo Judiciário, assim como possível lesão à ordem e à segurança pública, tendo em vista que a ameaça de violência será iminente”, enfatizam os preconceituosos e medrosos procuradores federais, que sem procurar só encontram o medo e a covardia nas  tripas deles mesmos.

Porém, as previsões de Stédile e do MST são de que as mobilizações se dão com o povo vindo de todos os recantos do país e de muitos lugares do mundo.

Leia a íntegra da notícia clicando aqui.

Acesse, curta e se inscreva no canal, por gentileza. Compartilhe!

Colabore com o Cartas Proféticas e aumente sua renda ajudando organizar seminários em sua cidade. Veja como.

Leia também carta de Dom Orvandil: “Desprezo os votos de “feliz natal” e “feliz ano novo”

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *