venezuela_embaixada

Os ratos milicianos Bolsonaro e Ernesto Araújo fazem do Brasil epicentro do coronavirus e do fascismo

Por Dom Orvandil

As articulações que colocaram o mentecapto e miliciano Jair Bolsonaro no governo saíram das mentes tortuosas dos porões da Casa Branca dos Estados Unidos e do néscio Steve Bannon, notório nazista envolvido em golpes e crimes contra governos democráticos em todo o mundo.

O objetivo da rede nazifascista por detrás da eleição fake news  no Brasil em 2018 era e é o de fazer deste país uma base significativa do ódio, das guerras, e da destruição dos regimes progressistas na América Latina e na África.

A intenção subjacente  desse movimento de ódio é a de roubar petróleo e todas as riquezas dos subsolos e biodiversidades dos países, seus donos.

Ora, a Venezuela detém em seu território o maior lençol de petróleo do mundo e a maior reserva de ouro do planeta.

Como o ratão branco do Norte, o senhor da guerra Donald Trump,  corre sérios riscos de derrota à reeleição  dele, motivada pelo desastre econômico de seu governo, principalmente com a crise do coronavirus, a direitona yank  tentará uma guerra contra a Venezuela, como o fez contra o Iran e fracassou.

Daí entram os subalternos marginais, inimigos dos povos e dos diferentes, o miliciano Jair Bolsonaro, notório lambe botas de Trump e o tosco chanceler, o ignorante e fascista Ernesto Araújo, com a expulsão do corpo diplomático da Venezuela.

Além da agressão que o gesto tresloucado implica,  a ação política é em apoio ao delinqüente e traficante de drogas, o preguiçoso e turista deputado venezuelano, Juan Guaidó.

É absolutamente inaceitável que o miliciano Jair Bolsonaro e o seu comparsa Ernesto Araújo usem o nosso país como base de apoio à agressão a um povo amigo e a um governo legítimo, como Presidente Nicolas Maduro, que se reelegeu numa eleição limpa, observada pelas nações e sua integridade confirmada.

Usar  a embaixada venezuelana no Brasil para sediar representantes de Juan Guaidó é prostituir o sentido institucional das relações internacionais entre os governos e os povos.

Protestos à expulsão do corpo diplomático venezuelano do Brasil pelo milicianismo protofascista se erguem em todo o mundo.

O povo brasileiro não aceita que nosso o país seja usado como suporte golpista e da guerra em benéfico dos interesses mesquinhos e violentos do rato branco do Norte, Donald Trump!

Participe da campanha de solidariedade ao Cartas Proféticas. Reforce-a com seus contatos e amig@s: http://cartasprofeticas.org/colabore.  

Acesse também e compartilhe:

– De marreco à cachorro morto Sérgio Moro tenta latir conselhos.

– O tchutchuca Paulo Guedes mata enquanto o miliciano Bolsonaro se nega a ser coveiro.

– André Mendonça declara, em nome do deus dele, o miliciano Bolsonaro como profeta.

– O “e daí? Lamento”, não é apenas deboche, trata-se da monstruosidade de um projeto genocida.

– Com a jornalista Thalía Fuentes Puebla num olhar respeitoso e afetivo aos trabalhadores heróis cubanos.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

  1. Reitero profunda gratidão pelo solidariedade de tod@s no compartilhamento das chamadas e dos links das postagens do Cartas Proféticas. Isso me ajuda muito no meu sustento e na aquisição de remédios. Em breve relatarei os progressos na recuperação da visão. Por gentileza, ativem o "notificações" para receberem as novidades do blog: http://cartasprofeticas.org/os-ratos-milicianos-bolsonaro-e-ernesto-araujo-fazem-do-brasil-epicentro-do-coronavirus-e-do-fascismo/

  2. […] – Os ratos milicianos Bolsonaro e Ernesto Araújo fazem do Brasil epicentro do coronavirus e do fa… […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.