grito pela unidade

Por que as esquerdas priorizam as eleições e não a união naconal e popular?

A amiga Izabel Aparecida Fernanda de Curitiba procurou a CUT de lá para pedir unidade na luta por “Lula Livre” e pela defesa do Brasil contra o golpe. Mas ouviu como resposta que as outras centrais sindicais não querem a união.

Um erro é afirmar que a unidade deve se dar entre as esquerdas!

Ora, a unidade que não seja com a classe trabalhadora e com o país não tem sentido de esquerda.

Outro erro grave é a priorização das eleições como a tática mais importante. Aí, então, cada grupo faz campanha por seus candidatos e abandona o Brasil e seu principal líder, preso pelo golpe e pelo fascismo.

O povo sinaliza de várias maneiras que a luta pelo Brasil e pela liberdade de Lula vem antes das eleições e somente a unidade dará sentido para estas.

Iniciativas isoladas enfraquecem o povo e desmoralizam a luta.

O clamor é pela união a partir da agenda “Lula Livre” e pelo cancelamento do impeachment.

Acesse o vídeo abaixo, curta, inscreva-se, acione o sininho e compartilhe. 

Abraços.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *