jair-e-eduardo-bolsonaro

Por que existem fascistas como Eduardo Bolsonaro e os Bolsonaro?

Marcia Tigani*

Por que existe um Eduardo Bolsonaro? Por que existem Bolsonaros? Porque pelo mundo o fascismo está se expandindo. É uma erva daninha e no Brasil não é diferente: nós somos um povo com mais de 50 milhões de fascistas que elegeram essa aberração de FAMIGLIA para mandar no país. Leiam as falas dos apoiadores de Bolsonaro sobre a morte de Artur e sobre a ida de Lula ao velório. Leiam e admitam: temos considerável parcela de fascistas no meio de nós.

Com fascista não há diálogo: o fascismo se combate, no dia à dia. É no corpo à corpo, no tête-à-tête, à unha, no grito, no tapa na cara, no cala a boca, no contraditório, à força. Não há palavras doces ou mansas que abrandem um coração fascista. Eles nascem em meio à famílias  fascistas e assim se criam. E o momento econômico do país estimula o crescimento desta praga chamada fascismo

Vejo considerável número de mulheres zombando, proferindo palavras de ódio e exercendo sua agressividade  fascista contida , aqui na Net. Arriscaria dizer que mulheres fascistas prestam- se ao papel de porta-vozes do fascismo reinante. São oriundas da mulher submissa, da mulher reprimida, da mulher oprimida. Por questões psicológicas profundas e educacionais deformadas, assumiram o papel SUBALTERNO como sempre, de funcionarem como porta- vozes dos  fascistas masculinos. Talvez porque assim exercitem um pseudo  poder que a história lhes privou e que a emancipação feminina revolucionária desde a revolução industrial até os dias de hoje, não lhes ensinou,  porque viveram em famílias fascistas.

Lula está preso como um troféu dos fascistas que abocanharam o poder no Brasil. A cada sofrimento que a vida e o judiciário lhe impinge, ele se eleva mais. Porém,  para fascistas , que se alimentam como vampiros de sangue e como canibais de carne humana, há um simbolismo na submissão de Lula : imaginariamente acham que se fortalecem.

Mas o mundo segue as leis do Universo e está em expansão. E gira. Hoje falam mais alto os fascistas. Vamos combatê-los nas redes, nas rodas, no dia à dia, pois são a parte abominável da raça humana que precisa ser extinta.

*Médica, Psiquiatra, poeta, escritora, militante e colunista do Cartas Proféticas.

Apoie o projeto Cartas Proféticas. Clique aqui e acesse a conta para contribuir. Muito obrigado e abraços. 

Deixe uma resposta