Temer cara de pau

Psicanalista tem razão: essa aparente passividade rebentará em fúria

A psicanalista Maria Rita Kehl disse,  numa entrevista na Rádio Brasil Atual, que “não sei se as pessoas estão passivas ou anestesiadas, a impressão que tenho na rua é que as pessoas estão furiosas com todas as perdas de direitos, com a crise econômica e as saídas impopulares do governo Temer. Mas estão um pouco sem opção por enquanto”, acentua. “Durante um tempo as pessoas ficam paralisadas, mas espero que isso não dure muito.”

Na verdade, a grande maioria das pessoas se sente traída e enganada por ser usada contra Dilma com a mentira de que com a saída dela tudo melhoraria no outro dia.

Porém, em face da barbárie diária que se choca como tsunami, desnorteante e com as manipulações da mídia, o povo esbraveja em toda a parte.

A energia rebelde e revolucionária se acumula e transbordará, sem dúvidas.

Nesse momento de incertezas, por falta de direção das massas, inclusive trabalhadoras, as reações são diversas e dolorosas.

Uma delas é a própria violência por cujos caminhos se engolfam muitas pessoas em busca de alternativa ao caos social.

A revolta contida explodirá, sem dúvidas.  Nesse momento, de sofrimento crescente,  é bom reler aqui o artigo do jornalista Celso Vicenzi, que sintetiza os testemunhos da história, que mostra muitas revoltas, inclusive aramadas e vitoriosas, contra os algozes e opressores dos direitos populares.

Acesse aqui a entrevista da psicanalista Maria Rita Kehl na Rádio Brasil Atual.

Colabore com este blog.

Compartilhar:



Um Comentário

  1. […] revolta dos escravos barbara e desumanamente mal tratados, bem como na esperança da psicanalista  Maria Rita Kehl que disse esperar que a revolta contida no silêncio do povo, que briga e xinga os golpistas em suas […]

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.