Depoimentos de gays

Quando terapeutas, igrejas e familiares são criminosos com os gays

Com o caso da ‘cura gay’  explodem os conflitos ativos em nossa conjuntura com psicólogas e psicóçlogos picaretas que, à moda da turma da lava jato, são movidos por “convicções” preconceituosas e ligadas à ideologia fascista, totalmente alheios e contrários à ciência.

No bojo de tudo aparecem religiosos, militantes de direita envolvidos com grandes negócios e nada com a compaixão e o respeito pelo outro e suas diferenças, familiares também que projetam suas espectativas sobre seus filhos e filhas, sem conhecê-los e sem amá-los como são.

Entre terapeutas movidos a convicções e a dinheiro e progenitores idealistas desrespeitosos muitas vezes o caminho libertador se dá no afastamento e equidistanciamento de todos por parte da pessoa homossexual.

Na trilha preconceituosa certas igrejas e familias são pura infernização da vida de quem espera amor,  respeito e diálogo compassivo.

Os danos à saúde mental e social dos gays podem chegar ao suicído.

Entre os milhares de testemunhos narrados por gays, que  sofreram discriminações, ódios e agressões, incluise por si mesmos graças à pressões opressivas de familaires, religiosos e terapeutas, dois casos fazem pensar que essa tal de ‘cura gay’ é pura falácia criminosa.

O nova yorkino Mathew Shurka  conta o quanto seu pai, até com certa boa vontade,  o pressionou a ser “curado” da “doença” de ser gay e o quanto terapuetas ganharam dinheiro com esse preconceito até que ele, depois de passar por tentativas de suicídio,  se libertou e se curou do preconceito para vivenciar sua sexualidade, como narra a reportagem de Juliana Gragnani na BBC.

Já o brasileiro professor Sérgio Viula “lutou contra a sua homossexualidade e por muito tempo acreditou ter uma doença ou estar cometendo um pecado. Pastor de uma igreja evangélica, fundou em 1997 junto com mais dois colegas a ONG Movimento Sexualidade Sadia (Moses), que tinha como principal objetivo acolher, tratar e curar gays e lésbicas que buscassem apoio na organização”,  escreve sobre ele Fernanda Bassette no Pragmatismo Político.

Ajude-nos a romper as barreiras das manipulações e mentiras da mídia comercial. Colabore com o blog Cartas Proféticas.

Compartilhar:



2 Comentários

  1. Só uma observação no parágrafo sobre Sergio Viula. Ele não é inglês. É brasileiro e professor de inglês. :) As outras informações sobre ele estão corretas.

  2. Corrigido Professor Sérgio Viula. Muito obrigado por acessar o Cartas Proféticas. Contamos com seu apoio em nos ajudar a divulgá-lo. Abraços, dom Orvandil.

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.