Temer assassino!

Quem velará Michel Temer?

Amigo Prof. Rubem Nei Silva, Diretor do IE, Passo Fundo, RS

Saudade de ti, meu amigo. Lembro-me de nossa amizade em Porto Alegre. Parabéns por tua eleição como Diretor Instituto Educacional de Passo Fundo.

Como professor e dirigente educacional, mesmo que seja de uma escola particular, certamente és consciente da realidade do golpe de Estado que vivemos em nosso País, das sérias consequências econômicas, políticas e sociais que atingem nosso povo, principalmente nossos trabalhadores e nossos pobres.

Pois bem, nosso País, desde o ano passado, é desgovernado por corruptos e mafiosos.

O “presidente” é um traidor e usurpador de uma presidência para a qual o povo não o elegeu. Sua presença e atividade no governo é somente para desgraçar, destruir e miserabilizar o Brasil e arrancar nossos direitos com carne, sangue e ossos.

Michel Temer não é somente uma pessoa, uma entidade individual.

Michel Temer é um grandioso escárnio nacional.

Tudo em Temer tem a aparência do roto, da morte, de um cadáver insepulto.

O velho de terno e gravata pretos é a síntese do envelhecimento desonrado pela traição ao seu povo e ao seu País. Temer não é velho por causa da idade, que a todos atinge e que pode ser fase belíssima da vida, mas por causa de sua imoralidade e estupidez social.

O escárnio da república tem medo de velório e dos mortos de laços populares foge que nem o diabo da cruz. Assim foi com os acidentados da Chapecoense, onde compareceu covarde e temerosamente, entrando e saindo quando a plateia se ocupava sem poder gritar “fora, Temer”. Ao velório do santo Dom Paulo Evaristo Arns não foi, alegando que lá estavam muitos petistas e esquerdistas. Foi a desculpa dada para quem teme até admitir que é fraco de caráter e covarde socialmente. A Lula visitou no hospital antes que dona Mariza falecesse, sendo imoralmente oportunista e cara de pau. No velório da heroína nacional, que morreu acossada pelas perseguições impostas pela lava jato à sua família, Temer não foi, corretamente temeroso de ser linchado, no mínimo corrido aos gritos como o foi a sua comparsa TV Globo.

Michel Temer é um morto como governo e é um fantasma a busca de cadáveres. O que parece vida nele é pura respiração artificial mantida por mecanismos como a mídia golpista; pelos interesses dos empresários do pato; pelos grandes negócios sujos das corporações internacionais, invasoras mortais das nações e dos povos,  de olho no nosso petróleo;  dos bancos e das empresas sangue sugas, com suas garras fincadas na nossa saúde,  no rentismo etc.

Michel Temer é um cadáver sem a vida que jorra do sangue do povo trabalhador e dos setores produtivos nacionais.

O maldito cadáver político é fruto de uma morte tipo ebola, que contamina e desorganiza a vida, aniquilando-a em poucos dias. No caso do energúmeno em pauta, a afronta ataca a saúde econômica, política e social de quem ousar comparecer ao seu velório, como exemplificam muito bem os seus ministros mau caráter, porque corruptos, ladrões, desonrados, golpistas e eticamente sujos como ele.

A história do Brasil testemunha os velórios de grandes presidentes que, mesmo mortos pareciam extremamente vivos por causa de suas obras em favor do povo e do Brasil. Assim foi com Getúlio Vargas, acuado e levado ao suicídio por Carlos Lacerda e os golpistas, mas quando morto o povo descobriu o quanto ele se deu em vida. Seu velório e sepultamento foram apoteóticos em direção a São Borja, a história o fazendo imortal pelas leis em defesa do trabalho e pela materialidade nacional na formação do Estado brasileiro.

João Goulart, golpeado por pelegos e fascistas a serviço do roubo internacional, morto no exílio, mesmo com seu velório proibido ao acesso das massas, o povo nele compareceu em grande número.

Assim foi com Juscelino Kubitschek, também de velório escondido pela ditadura criminosa, teve seu féretro ocupado pelo povo.

Tancredo Neves, mesmo sem conseguir governar o País pela morte súbita que o impediu de tomar posse como presidente, foi velado praticamente com as ruas lotadas por nosso povo.

Quem velaria Michel Temer e discursaria em seu velório, ele que é um morto mantido artificialmente para cumprir programa assassino do Brasil?

A Bíblia não é conivente nem tolerante com criminosos e assassinos no exercício do poder ao exercerem a guerra e a injustiça. Ela os chama de pecadores. O juízo que exerce sobre o governante da pior espécie, por ser inimigo do povo, é duríssimo  na literatura do Novo Testamento, porque ele matou crianças, perseguiu e trucidou inocentes. Tamanha é a ojeriza contra Herodes que o escritor Lucas descreve sua morte como um bichado à vista do público perseguido por ele: “Herodes expirou carcomido por vermes” (Atos 12, 23).

Assim é Temer, um carcomido por vermes, que mal cheira à vista da nação brasileira.

As vísceras desse morto maldito espalha morte por todo o País como os círculos da água de um lago atingido por grande pedra.

É preciso que o retiremos de nosso meio e do Palácio do Planalto, já que mesmo podre de lá ainda emite morte e sofrimento.

Dia 28 de abril de 2017, com nosso povo em greve geral, temos que fazer o sepultamento desse cadáver fétido, nojentamente devorado às nossas vistas pelos vermes da morte da democracia e da justiça social.

Clique aqui para acessar e se inscrever no Canal CRP no You Tube.  E aqui para curtir nossa página no Facebook.  Também acesse essa página para conhecer nossos serviços e para colaborar.

  • Abraços críticos e fraternos na luta pela justiça e pela paz sociais.
  • Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapaz, bispo da  Diocese Anglicana Centro Oeste e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.
Compartilhar:



Um Comentário

  1. Michel temer fede de verdade, tenho ojeriza a esse elemento canalha e inimigo do Brasil, volta Lula p amor de Deus...

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.