malafaia_mundo

Silas Malafaia, pelas palavras e obras, indica que o lado dele é o dos milicianos e traidores!

Cartas Proféticas - Por Dom Orvandil.

O gritão, babão, cabelos tingidos e coronel dono de igreja e de boiada, como muito bem define o Pastor Ariovaldo Ramos a Silas Malafaia, sempre indicou o mundo que ama e a fé que o anima bem como a ratazana das bancadas da bíblia, evangélica e das igrejolas fundamentalista e bolsominions.

O céu que o gritão e odioso Malafaia busca, o mesmo que aos berros,  bíblia prostituída e politicamente incorretamente lida e interpretada em mãos,  aponta para os ‘concordinos’ e manipulados fieis é,  o do capitalismo mais brutal, atrasado, perverso e criminoso em todas as suas aplicações.

Assim Silas sempre se moveu em busca de prestígio e de dinheiro, muito dinheiro, bens e luxo.

Ora, além das “ofertas” e dízimos que arranca de suas ‘ovelhas ‘ alimentadas por over doses de ópio espiritual, Malafia fareja que a fonte das grandes ‘bufunfas’ tem como endereço contábil os ricos, poderosos, fundamentalistas, fascistas, golpistas e bandidos da pior espécie.

Na fila infame dos golpistas fofoqueiros,  caluniadores e traidores da pátria brasileira, desde Dilma era a presidenta, embora insignificante e nada inocente inútil,  lá ouviam-se os berros e mentiras do dito pastor Silas Malafaia.

Na marcha ao abismo, misturado moralmente aos assassinos que de Marielle, de Anderson e de tantos/as heróis/as brasileiros/as mártires do povo, o gritão se perfilou em apoio ao vampirão e guarda de cemitério MiSchel Temer,  na sanha golpista de alta traição à democracia e ao povo brasileiro, onde a fedintina capitalista abria malas e malas de dinheiro para comprar covardes e sujos,  de mãos imundas pelo roubo e pela corrupção.

Em 2018,  sob o vácuo da crise orgânica abismal do capitalismo e dos ruídos de poderosas mentiras chamadas de fake news, lá, mais uma vez, o traidor dos profetas e co-participe do projeto  do padroeiro  dele, Judas, o Iscariotes, o cuspidor e trovão de ofensas,  se juntou aos milicianos, fundamentalistas e aos eternos e raivosos ratos de esgoto, os fascistas, em apoio à falsa e mentirosa facada e até visitou e se deixou fotografar pelo banhista do Rio Jordão, o miliciano Jair Bolsonaro.

A este editor e a ninguém interessa perguntar se o ‘berrão’ sabe com quem anda. O que importa é que “pelos frutos” o conhecereis e pelo “me dizes com quem andas e te direi quem és”. Acrescente-se a essas frases – uma do evangelho e a outra da sabedoria popular  – uma que invento agora: “dize-me o que pregas, os berros, gritos,  ofensas que proferes e a quem ofendes, que te direi, canalha, quem és”.

A partir dessa premissa é possível, sem nenhum esforço hermenêutico maior, entender que o coronel Silas Malafaia ama o mundo dos e o que fazem os criminosos, assassinos, corruptos, ladrões, reacionários, fundamentalistas, fascistas e bandidos mais cruéis e sanguinários. Este é o mundo amado por Silas Malafaia, que não usa duas caras.

No dia 31/12/19 o gritalhão foi à conta dele no Twitter para vomitar ódio e para sinalizar aos seguidores, os que o mantêm vivo com muito dinheiro e luxo, o que e quem mais o homem que nunca tem nem terá cabelos cãs,  embora tire bigode e os pelos  da cara de pau que usa nas demonstrações da gigantesca canalhice que o faz amigo do milicianismo.

 Sozinho e faiscando fogo de ódio pelos dedos de mãos sujas,  ofendeu o ator Fabio Porchat, do Porta dos Fundos, pelo filme Especial de Natal.

Irado, como sempre,  como os  bolsonaristas e fundamentalistas religiosos,  atacou o ator porque ele  retratou, ironicamente, um Jesus Cristo homossexual.

Como marginal e jamais como pastor que se preze, Malafaia passou os dedos pelo teclado de onde disparou agressões ao ator e humorista  ao afirmar: “Porchat! O que você fez é contra a lei , deixe de ser dissimulado e vai ler o artigo 208 do código penal. Você gosta de brincar? Vá brincar com o islamismo do mesmo jeito que você brincou com o cristianismo! Você não brinca com eles porque é um covarde e frouxo. Grande otário!”, excrementou pelo Twitter.

Aí não tem jeito, o alinhamento é automático e próprio da posição tomada pelo pregador  do ódio. Colocou-se na linha de frente ao apoio a quem efetivamente atacou o Porta dos Fundos com bombas e atentados com riscos de morte, como aconteceu durante a ditadura fascista militar, que o amigo dele, o miliciano desprezível Jair  Bolsonaro,  tanto louva e defende.

E a suspeita dos autores terroristas avança pelos caminhos das investigações jornalísticas para o desenho  do subterrâneo da vida do mundo amado por Silas Malafia.  Interessante é que a construção das noticias sobre o mundo imundo dos admirados pelo mau pastor não é feita por petistas nem de pela mídia de esquerda, mas por empresas de direita e do mercado, como é o caso do complexo Globo.  Tanto que foi a reportagem do jornal O Globo  destacou  que “Fauzi  [Eduardo Fauzi Richard Cerquisei, filiado ao partido corrupto, fake news e laranjal PSL, identificado pelas câmeras das ruas  como o criminoso miliciano que comandou  o atentado contra a arte e o teatro], que tem 20 anotações criminais — entre elas por ameaça, lesão corporal, desacato, extorsão e Lei Maria da Penha — é presidente da Associação dos Guardadores Autônomos de Veículos São Miguel. Segundo denúncias encaminhadas a Polícia Civil, Fauzi exercia ilegalmente a atividade econômica num estacionamento no Centro do Rio, que não teria alvará da prefeitura para funcionamento.”

A reportagem continua, sem mencionar Malafaia, mas por associação e aproximação lógica da própria postura maléfica do pentecostal mal educado,  ainda acrescenta que “neste domingo, o Plantão Judiciário autorizou a prisão de Eduardo pelo ataque a produtora de filmes, na madrugada do último dia 24. Fauzi não foi localizado e é considerado foragido. Desde 2011, a 5ª DP (Mém de Sá) possui um inquérito sobre a suspeita do envolvimento de Fauzi na participação de milicianos no comando de estacionamentos irregulares no Centro do Rio. A investigação apura crimes de formação de quadrilha e ameaças. Há sete anos a delegacia apura o caso e até agora não chegou a uma conclusão.”

Oh, que coisa!

O universo golpista, miliciano, fundamentalista, do luxo, do terrorismo e dos crimes idiotas junta no mesmo mundo gente como os assassinos de Marielle e Anderson, dos terroristas que atacaram a produtora do Porta dos Fundos, com gente que participou da campanha eleitoral do miliciano Jair Bolsonaro, em cujas cadeiras e camas se assentam  e se deitam Malafia e todos os croronéis,  tropeiros de manadas ignorantes e fanáticas, que entregam os braços como força para empurrar o Brasil abismo abaixo, humilhado, corrompido e perfilado na infâmia e na indecência.

Que autoridade moral tem Silas Malafaia para criticar quem quer que seja?

Nenhuma.

Solidariedade ao Porta do Fundos, aos atores, à arte e à cultura, tão brutalmente perseguidos pelo fascismo e pelo mercado  neoliberal dos infernos.

A crítica ao uso da figura de Jesus, se houver, se fará em outro contexto e de modo inteligente, sem embarcarmos na onda fascista onde flutuam excrementos fétidos e Silas Malafaia!

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

2 Comentários

  1. "Silas Malafaia, pelas palavras e obras, indica que o lado dele é o dos milicianos e traidores!" Acesse e compartilhe o link do Cartas Proféticas: http://cartasprofeticas.org/silas-malafaia-pelas-palavras-e-obras-indica-que-o-lado-dele-e-o-dos-milicianos-e-traidores/

  2. […] Dom Orvandil em Silas Malafaia, pelas palavras e obras, indica que o lado dele é o dos milicianos e traidores! […]

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.