padre miranda

Solidareidade ao Padre Mário da França Miranda, um profeta no RJ!

Padre Mario de França Miranda.

Dois fascistas gritaram para o padre Mário de França Miranda: “filho da puta”, “filho da puta”! Quando o sacerdote mencionou o nome de Marielle Franca do fundo do templo os fascistas o ofenderam desrespeitando o recinto sagrado. Porém, a comundiade solidária com o sacerdote profeta os expulsou, como convém fazer com assassinos em potencial!

Leia abaixo o testemunho do padre Luís Corrêa Lima na sua conta no Facebook. 

Padre é duramente xingado na missa por mencionar Marielle Franco.
Mário de França Miranda, meu coirmão jesuíta e companheiro de comunidade na PUC-Rio, celebrou missa na Paróquia da Ressurreição, em Ipanema, neste domingo às 10h30. Na homilia, comentou o Evangelho sobre o grão de trigo que cai na terra e se desfaz para dar frutos (Jo 12,24). Lembrou Jesus e os que vencem o egoísmo lutando por um mundo melhor e mais humano. São vidas que a morte não põe fim. E deu também como exemplo Martin Luther King Jr., dom Oscar Romero e Marielle, que denunciou o abuso de poder contra populações faveladas. Ao pronunciar este nome, dois homens no fundo da Igreja se levantaram aos gritos: “Padre filho da puta”! Felizmente, os demais fieis conduziram aquele baderneiros para fora do recinto. E, após a missa, muitos cumprimentaram o sacerdote.
Parabéns, padre França, por sua coragem e espírito profético! Você engrandece o sacerdócio, a Igreja, a memória de Marielle e a cidadania! Que nunca lhe falta a graça divina para seguir adiante.

Acesse o vídeo com a análise dessa ataque fascista!

3 Comentários

  1. O Padre Mário tem a solidariedade de toda minha família.

  2. Parabens pela homilia

  3. É alentador o video. Há esperança, lutemos!

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *