Moro demolidor

Trabalhadores da Petrobras metem as mãos na cara de Sérgio Moro, o  delinquente inimigo da Pátria

Unidos aos movimentos sociais os petroleiros, como  esforço de unidade nacional, realizaram na manhã desta sexta-feira, 08, ato em frente à sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro, onde a alta direção da empresa homenageou o falso juiz federal Sérgio Moro, serviçal das corporações e potências estrangeiras na destruição da Petrobras.

A FUP – Frente única dos Petroleiros –  e seus sindicatos denunciaram  o desmonte que a operação pró imperialista  lava jato causou à indústria de óleo e gás, um dos setores mais importantes e estratégicos da economia do país. “É preciso, sim, combater a corrupção, mas sem destruir empregos, nem inviabilizar a indústria nacional”, discursou  o coordenador da FUP, José Maria Rangel.

Em contraste com o rastro de destruição promovida pelo delinquente Sérgio Moro e os moleques procuradores e policiais federais, usando a sede da empresa mais importante do Brasil e uma das maiores do mundo, Pedro Parente, o mandalete da Shel e do quadrilheiro MiShel Temer, oferece homenagem ao justiceiro em alto luxo, enquanto os trabalhadores perdem empregos e passam necessidades.  Os dois milhões de postos de trabalho fechados no rastro da Lava Jato e corte investimentos estratégicos para o país,  por parte da direção neoliberal da  Petrobrás pós golpe feito por canalhas e ladrões, privatizando uma série de ativos e subsidiárias e o PIB do país encolher em 2,5% não comove os ratos, que ainda fazem festa para os criminosos que usam o judiciário para acabar com a maior estatal brasileira.

“Diversos outros países que também tiveram casos de corrupção envolvendo empresas que são tão fundamentais para suas economias, quanto a Petrobrás, enfrentaram o problema, sem comprometer o desenvolvimento econômico de suas nações. É o caso da Coréia do Sul, que apurou e puniu os crimes de corrupção envolvendo os executivos da Samsung, preservando os empregos e investimentos da empresa, cujas atividades são responsáveis por um quarto da economia do país”, anotou a redação do Brasil 247.

Colabore com o Cartas Proféticas e aumente sua renda ajudando organizar seminários em sua cidade. Veja como.

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com * são obrigatórios *