Um ano de golpe

Um ano do golpe: alguém comemora o quê?

Em mais um agosto “zebra’ na história do Brasil, neste 31 de 2017 comera-se o “aniversário” da falência e da vergonha do parlamento, do judiciário, da mídia, do pato da FIESP, das paneleiras, dos grupelhos Vemprarua, MBL, dos trouxas que fizeram manifestações  contra a corrupção, dos “somos todos Moro, dos Aécios, , dos Cunhas e cia, mas o pior é que comemoramos com gosto de chumbo fervendo  na garganta, o resultado de tudo: um impeachment que colocou Temer e uma quadrilha vende Brasil no poder  derrubando a Presidenta Dilma Rousseff e rasgando a Constituição Federal.

Resultados: 1. a. 14, 2 milhões de pessoas desempregadas (“Em um de cada cinco lares do país ninguém tem renda do trabalho“); 1.b. Produção industrial cai 3,8% nos últimos 12 meses; 1.c.  Comércio varejista ampliado cai 7,1% em 12 meses; 1.d. Setor de serviços cai 5,0% em 12 meses.

“Achar que, para crescer e voltar a dar emprego aos brasileiros, é preciso deixar mais de 14 milhões de trabalhadores desempregados, com a política de austeridade atual, é de uma miopia criminosa. A estabilidade política com um governo legítimo é o caminho para voltarmos aos trilhos, o único caminho” (fonte: Jornalistas Livres, Cesar Locatelli). 1. e. a maior onda de entrega, privatização  e venda do patrimônio público, tudo sob o véu do crime e da pornografia venal “temerbrosa”,  com o silêncio do Congresso, do judiciário e incentivo da mídia.

2. Lideranças e entidades progressistas batendo cabeça entre discursos mirabulantes, poéticos abstratos, sem intervir adequadamente nesta crise para organizar, dirigir e mobilizar a sociedade brasileira.

3. Há pessoas e grupos que debatem corretamente o projeto de Brasil, mas sem mídia e sem articulação, não conseguem se aliar com o povo (Leia mais aqui).

O desafio é grande, mas esperançoso, apesar de tudo!

Ajude-nos a romper as barreiras das manipulações e mentiras da mídia comercial. Colabore com o blog Cartas Proféticas.  

Compartilhar:



2 Comentários

  1. "EU CHEGUEI MESMO A ACREDITAR… COMO PUDE ESTAR TÃO ERRADO?"
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2017/08/31/eu-cheguei-mesmo-a-acreditar-como-pude-estar-tao-errado/

    "...Minha geração fracassou e minha geração se acumpliciou com uma gente que apenas queria se apropriar do povo.

    Não, não está errado não. A grande, enorme, quadrilha queria se apropriar das pessoas, manipulando seus corações e suas mentes. Ludibriando, corrompendo, pondo a tantos de quatro ou de bruços. E CONSEGUIU...."

Responder

Seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.
Os comentários expressam a opinião de seus autores e por ela são responsáveis e não a do Cartas Proféticas.