cc_advogado-mario

CONVERSA. COM o Advogado Mario Fonseca da Silva sobre atentado que sofreu

A violência sofrida por meu amigo Advogado Mario clama por interpretação correta e consequente. Ela não se distancia nem se especifica fora do contexto que atinge todo o país e que faz vítimas fatais diariamente, algumas sob fortes comoções nacionais e internacionais. Esta de Camapo Grande não é menor do que outras praticadas pelos fascistas e pelo ódio eivado de fake news comunistafóbicos, racistas, lgbtquiap+fóbicos, pobresfóbicos, nordestinosfóbicos etc.  

A mídia divulgou amplamente o atentado que o Advogado Mario Fonseca da Silva* sofreu por parte de um motorista de aplicativo em  Campo Grande, MS, no dia sábado, 08/10/22.

O advogado Mário “foi ameaçado pelo motorista Marcelo Bento de Jesus, do aplicativo InDrive, durante uma corrida na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Mário embarcou em sua casa, região do Santa Emília, e seguia para uma reunião no Sindmassa (Sindicato Intermunicipal dos Empregados Vinculados nas Indústrias de Fabricação de Massa Alimentícias)”, informa o Portal Vermelho.

À imprensa Mário disse que  o condutor do veiculo de aplicativo  “implicou desde o início com o uso da máscara”. “A pandemia ainda existe e minha mãe de 77 anos mora comigo”, falou. Ao Portal Vermelho “Mário relatou que, enquanto conversavam, o motorista afirmou ter pegado Covid quatro vezes e que tratou com cloroquina. Afirmou não ter se vacinado e que [a Covid] “não era tudo isso” e que apenas tentavam “desestabilizar o presidente”. “Desde o início Mário sentiu um tom de intimidação. Na ocasião, ele também usava uma camiseta do Lula.”

Conheço o Advogado Mario Fonseca da Silva e sua imensa habilidade para lidar com contradições e adversidades. A tensão pressentida pelo usuário do veiculo de aplicativo aumentou com o pagamento e comprovante mostrado ao motorista, importando em R$22, 00, pois, ao vê-la, o condutor comentou: “22 de Bolsonaro”.

A terrível experiência de violência entre  Mário como vítima e o motorista, certamente um trabalhador em pleno desvio ideológico de classe, que poderia resultar em mais derramamento de sangue, retrata a conjuntura de conflito real. Neste campo de batalha o fascismo é ódio ambulante demonstrativo de imensa divisão que aflora em nosso país. No interior de um carro transportando dois cidadãos há 100% de confronto. De um lado um patriota e combatente democrata, do outro um trabalhador capturado pelo fascismo, em pleno exercício do ódio e da disposição ao crime.

O meu amigo Advogado Mario Fonseca da Silva se dirigia a uma reunião num sindicato para participar da organização da agenda da campanha eleitoral do segundo turno no Mato Grosso do Sul. Sua militância era clara tanto no uso de uma camiseta estampando a imagem de Lula como na luta para o início da libertação do Brasil dos estragos feitos pelo neoliberalismo e pelo fascismo.

A notícia desse confronto não termina sob o comando do enlouquecido adepto do ódio de Jair Bolsonaro. Além de todas as tratativas junto à empresa empregadora do delinquente, dos registros do caso junto à polícia e do judiciário, outro fato é por importante por exclência. Refiro-me aos trabalhadores que socorreram a vítima, evitando o ataque que implicaria em derramamento de sangue. Tudo indica que o socorro redundou na expulsão do agressor. Este é o espírito legítimo da classe trabalhadora: a solidariedade é explícita e ativa. O desafio para bem politizar esta classe é grandioso e necessário ser respondido.

Abraços proféticos e revolucionários,

Dom Orvandil.

************

Esta é a pauta do PROGRAMA CONVERSA. COM, desta QUINTA FEIRA, 13/10/22, ÀS 19 HORAS.

*Mário Fonseca da Silva é membro da direção nacional da Associação dos Advogados e Advogadas pela Democracia, Justiça e Cidadania (ADJC), da diretoria nacional da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam) e dirigente do Comitê Estadual do PCdoB de Matogrosso do Sul.

*****************************************************************

PROGRAMAÇÃO DO CANAL E DO SITE CARTAS PROFÉTICAS

– Chimarrão Profético: todas as terças às 11 horas;

– Fé e Luta em novo dia e horário: todas as terças feiras, às 19 horas;

– Mergulho nas Notícias: todas as quartas feiras, às 11 horas;

– Conversa Profética todas as quintas feiras, às 19 horas; – Reflexão do Evangelho: todos os sábados, às 19 horas;

– FALA MEU POVO: sextas feiras, às 11 horas;

– Impactos das Notícias: notícias analisadas a qualquer momento (ao vivo).

Apoie este projeto com sua doação pelo Pix domorvandil@gmail.com.

Deixe um Comentário

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.